O que e uma empresa unicornio e quais sao os unicornios brasileiros

O que é uma empresa unicórnio? Quais são os unicórnios brasileiros e quais as próximas startups a alcançarem esse patamar?

Se você costuma ler notícias sobre marketing e mercado, já deve ter se deparado com o termo “empresa unicórnio”. Tem ideia do que isso significa e o que faz uma organização receber esse apelido? Já adiantamos que não tem nada a ver com contos de fadas, mas ainda assim é um sonho almejado por toda empresa que está crescendo.

O termo empresa unicórnio é usado para designar uma startup (empresa de crescimento acelerado e focada em soluções tecnológicas) que conseguiu chegar ao valor de mercado de US$1 bilhão de dólares antes de abrir capital na bolsa de valores.

Isso significa que a startup unicórnio conseguiu arrecadar pelo menos US$1 bilhão através da venda de seus serviços, produtos e também por meio de rodadas de investimento – tudo isso antes de começar a negociar ações da empresa na bolsa (chamado de IPO).

Você já deve imaginar que atingir o patamar de empresa unicórnio não é nada fácil. Aliás, é por isso que essas organizações são chamadas de unicórnio: é tão difícil atingir esse patamar que chegar lá é quase algo mítico, tal qual um unicórnio.

O que as empresas unicórnio fazem para chegar a esse status? Quais são as startups unicórnio brasileiras? Descobriremos as respostas para essas perguntas a seguir!

Empresa unicórnio: como elas conseguem chegar a esse patamar?

As empresas unicórnio são startups – organizações que começaram com poucos recursos, mas ofereceram uma solução amparada em tecnologia que obteve rápida aceitação do mercado e levou a um crescimento acelerado. 

Graças a essa boa aceitação do produto ou serviço oferecido e ao crescimento rápido, essas empresas se expandem e contratam novos funcionários de maneira muito dinâmica, atingindo crescimento que facilmente supera 100% ao ano.

Diante de tamanho sucesso, essas empresas chamam a atenção de investidores e de editais de inovação, que trazem volumosos recursos para investimento no negócio. 

A soma do crescimento acelerado + aumento rápido da demanda + crescimento da estrutura + investimento externo (editais, investidores, etc) leva a empresa a atingir em poucos anos um patamar que organizações tradicionais levariam décadas para atingir. É assim que nasce uma empresa unicórnio.

Em 2013, o mundo tinha apenas 39 unicórnios. Atualmente são mais de 500 empresas do tipo! (Foto: Unsplash)
Em 2013, o mundo tinha apenas 39 unicórnios. Atualmente são mais de 500 empresas do tipo! (Foto: Unsplash)

Como o termo surgiu?

O termo empresa unicórnio foi usado pela primeira vez em 2013 pela investidora Aileen Lee, em seu artigo Welcome To The Unicorn Club: Learning From Billion-Dollar Startups. Na época havia apenas 39 empresas ao redor do mundo que podiam ser enquadradas como unicórnios – nenhuma delas brasileira.

De lá para cá, o aparecimento e ascensão de startups se tornou um fenômeno cada vez mais comum em todos os países, inclusive no Brasil. Em fevereiro de 2020, o mundo já contabilizava 449 empresas unicórnios –  12 delas brasileiras. Em dezembro do mesmo ano, o mundo ultrapassou a marca de 500 startups unicórnio. Atualmente, o Brasil já conta com 16 empresas unicórnios (em março de 2021).

📌 Em poucos anos, o Brasil foi de país inexpressivo no mercado das startups a terceiro mercado mundial que mais revelou startups unicórnio – atrás dos Estados Unidos (com mais da metade das unicórnios do mundo) e da China (com 25% das empresas do tipo).

Mas, quais são as empresas unicórnio brasileiras? Descubra a seguir!

Empresa unicórnio brasileira: quais temos no mercado?

Como você pôde perceber, chegar ao patamar de empresa unicórnio não é nada fácil – mas nós temos alguns exemplos brasileiros de que esse caminho é possível. Todas as unicórnios brasileiras apareceram nos últimos 3 anos.

A primeira empresa unicórnio Brasileira foi a 99, aplicativo de viagens e transporte. A marca foi atingida em janeiro de 2018, quando a gigante chinesa Didi Chuxing anunciou a aquisição do aplicativo.

A segunda empresa unicórnio brasileira foi a solução de pagamentos PagSeguro. Apesar de ter atingido US$1 bilhão, alguns especialistas questionam o título do PagSeguro pois a empresa pertence ao grupo UOL e não é considerada uma startup, já que já nasceu a partir da estrutura de uma empresa grande.

A terceira empresa unicórnio brasileira a ganhar o título internacional foi o banco digital Nubank. Nascido como um cartão de crédito descomplicado e posteriormente se transformando em uma conta bancária completa, a empresa virou unicórnio em março de 2018, após levantar US$ 150 milhões em uma rodada de investimentos.

O Nubank é, atualmente, a única empresa brasileira na lista de 10 maiores startups do mundo – ocupando a 9ª posição e valendo mais de US$ 25 bilhões, dados da CB Insights.

👉 Desde o Nubank, outras 13 startups ganharam o título de unicórnios brasileiras: Arco Educação, Stone, Movile (dona do iFood), Gympass, Loggi, Quinto Andar, Ebanx, Wildlife, Loft, Vtex, C6 Bank, Creditas e Madeira Madeira.

Até o momento, a Madeira Madeira é o mais recente unicórnio brasileiro, conquistando o reconhecimento em janeiro de 2021 após captar US$ 190 milhões em uma rodada de investimentos.

O Brasil possui muitas empresas que estão crescendo rapidamente e têm potencial para se tornarem unicórnios muito em breve. (Foto: Unsplash)
O Brasil possui muitas empresas que estão crescendo rapidamente e têm potencial para se tornarem unicórnios muito em breve. (Foto: Unsplash)

As próximas unicórnios brasileiras

A consultoria Distrito, especializada em inovação, fez um levantamento sobre startups nacionais que têm potencial para se tornarem unicórnios em 2021. De acordo com o estudo, 17 empresas brasileiras apresentam todos os requisitos necessários para um rápido crescimento que as leve ao patamar de unicórnio.

📌 As empresas citadas pelo relatório como as próximas unicórnios brasileiras são: ContaAzul, Dr. Consulta, Neon, Minuto Seguros, Petlove, CargoX, Solinftec, Superlógica, Tembici, Fazenda Futuro, Zenvia, Buser, Take Blip, Cortex, Contabilizei, Pipefy e Olist.

Não só as startups estão ganhando relevância, como estamos criando ecossistemas que possibilitam o crescimento. Com isso, há uma atração de fundos maiores, como a entrada do SoftBank e de outros investidores internacionais“, explica Tiago Ávila, dataminer do Distrito.

E você, conhece mais alguma empresa que está ganhando mercado rapidamente e que pode surpreender ao longo de 2021?

Leia também: O que é o LinkedIn Top Voices e como conseguir esse reconhecimento?

Deixe uma resposta