o que sao microinfluenciadores digitais e como se tornar um

Microinfluenciadores digitais: o que são e como se tornar um?

A cada dia que passa, o marketing de influenciadores ganha mais força e se torna uma estratégia valiosa para as empresas. Com a ascensão dos produtores de conteúdo digital, surgem também subgrupos dentro daquilo que passou a ser chamado de influenciadores. Hoje falaremos sobre os microinfluenciadores digitais e como eles estão conquistando o mercado.

Você provavelmente já ouviu falar em influenciador digital. Aquela figura que possui presença marcante nas redes, centenas de milhares de seguidores e que, graças a esse alcance, acaba exercendo influência sob determinada parcela do público.

Manu Gavassi, Boca Rosa, Whindersson Nunes, Felipe Neto… o Brasil tem muitos grandes influenciadores que fizeram fortuna usando sua influência para se atrelar a marcas e participar de campanhas. Mas, e microinfluenciadores, o que são?

A seguir você vai entender o que são os microinfluenciadores digitais, por que eles são cada vez mais importantes para as empresas e como é possível se tornar um deles. Vamos lá?

O que são microinfluenciadores digitais?

Como o nome sugere, microinfluenciadores digitais são figuras populares na internet, mas que atingem apenas um pequeno grupo, geralmente de nicho ou local. Os microinfluenciadores possuem entre 10 e 99 mil seguidores e conversam com públicos muito específicos.

Os microinfluenciadores podem trabalhar em apenas uma rede ou em várias delas. Instagram e Youtube são os canais preferidos desses criadores de conteúdo, embora o TikTok também esteja crescendo consideravelmente.

Os microinfluenciadores digitais podem ser divididos em dois grupos:

📌 Microinfluenciadores locais: aqueles que são populares na cidade ou na região onde vivem. Possuem menos seguidores do que os grandes influenciadores, mas são relevantes a nível regional.

📌 Microinfluenciadores de nicho: são aqueles que falam sobre assuntos específicos e que, graças a isso, atraíram uma bolha de pessoas interessadas naquele assunto. Dependendo do nicho escolhido pelo microinfluenciador, a tendência é que ele cresça cada vez mais até atingir o status de influenciador. No entanto, há microinfluenciadores que são tão nichados que não crescem a partir de determinado ponto. Mesmo assim, essas figuras possuem voz e influência na comunidade de nicho em que atuam.

Mas, por que os microinfluenciadores estão em alta? Qual interesse as empresas têm nesses tipos de influenciadores de menor impacto? Falaremos sobre isso a seguir.

Microinfluenciadores locais e de nicho podem ser interessantes para as marcas pois conversam com públicos muito específicos. (Foto: Unsplash)
Microinfluenciadores locais e de nicho podem ser interessantes para as marcas pois conversam com públicos muito específicos. (Foto: Unsplash)

A importância dos microinfluenciadores para as marcas

Se por um lado contratar um influenciador para uma campanha ajuda a trazer visibilidade para a marca, por outro focar em microinfluenciadores pode fazer com que a estratégia seja muito mais assertiva.

Cada vez mais empresas estão percebendo que os microinfluenciadores são uma boa opção porque são mais baratos e conversam com nichos que podem ser atingidos de uma maneira que os grandes influenciadores não conseguem atingir.

Além disso, como estão crescendo aos poucos e desenvolvendo uma carreira digital, os microinfluenciadores se mostram muito mais dispostos a vestir a camisa da marca e a se envolver em projetos que grandes influenciadores não se envolveriam (ou por já estarem comprometidos com outras marcas ou por não quererem seus nomes atrelados ao projeto).

Viu só como trabalhar com microinfluenciadores pode ser muito benéfico? No final das contas, o alcance do seu projeto e da sua marca pode ser muito mais valoroso trabalhando com pequenos influences do que com grandes nomes.

Para se tornar um microinfluenciador é necessário determinação e foco. (Foto: Unsplash)
Para se tornar um microinfluenciador é necessário determinação e foco. (Foto: Unsplash)

Como se tornar um microinfluenciador?

O primeiro passo para se tornar um microinfluenciador é decidir se você quer trabalhar como microinfluenciador local ou de nicho. Essa decisão é muito importante porque a construção do seu conteúdo será toda baseada em seu público alvo.

Também é importante mapear e acompanhar microinfluenciadores que conversam com o mesmo público que você. Você não vai copiar o que eles fazem, mas pode captar referências para criar seu próprio conteúdo original.

Se tornar um microinfluenciador é um processo lento. Primeiro você deve focar em conhecer o seu público, construir o seu conteúdo e imprimir a sua voz e ele. Poste com frequência e dedique atenção a tudo o que você fizer. O crescimento virá.

Quando tiver atingido pelo menos 10 mil seguidores, é hora de mapear as marcas que conversam com seu conteúdo e entrar em contato com elas. Crie um lindo midia kit e mostre todo o seu potencial. Números são importantes, mostre através de números que seu conteúdo chega a muitas pessoas.

🚨 Nunca, em hipótese alguma, compre seguidores. De nada adianta comprar 10 mil seguidores se na hora de montar o mídia kit para tentar conseguir parcerias você for colocar suas métricas e a empresa perceber que seu engajamento é baixíssimo.

Seguindo as dicas acima e trabalhando duro você terá grandes chances de crescer em seu nicho e começar a chamar a atenção das empresas.

Siga o Plugar Ideias no Instagram e fique por dentro de novidades e dicas sobre marketing, redes sociais, criatividade e tecnologia.

Deixe uma resposta