Para que serve o Google Search Console e como instalar

Para que serve o Google Search Console e como instalar?

O Google Analytics é uma das ferramentas mais indispensáveis de todo profissional de marketing. Ele te ajuda a analisar o tráfego do seu site e a conhecer melhor como o seu público se comporta. O que muitas pessoas não sabem é que o Analytics tem um irmão menos famoso, mas igualmente útil: o Google Search Console.

Já ouviu falar no Google Search Console? Se não, fique tranquilo que vamos explicar o que é, para que serve e como usar essa ferramenta no seu dia a dia.

O que é o Google Search Console e para que ele serve?

O Google Search Console é uma ferramenta gratuita do Google focada em analisar os dados de tráfego de seu site sob uma perspectiva mais voltada ao SEO. Enquanto o Analytics é mais abrangente, analisando campanhas, vendas e tráfego num geral, o Search Console se ocupa apenas em analisar o tráfego com base no desempenho de suas palavras chaves e conteúdos em pesquisas orgânicas.

O Search Console também faz uma análise de seu site do ponto de vista estrutural, na chamada Aparência de Pesquisa (Search Appearance). Isso significa que ele varre seu domínio analisando títulos, descrições, imagens, desempenho para dispositivos móveis e possíveis problemas de segurança ou estrutura que possam colocar em risco o bom desempenho de suas páginas na busca do Google.

Em seguida, o aplicativo sugere onde podem ser aplicadas melhorias para otimizar o desempenho do site do ponto de vista estrutural.

Outra função interessante da ferramenta é o Tráfego de Pesquisa (Search Traffic), que mostra as palavras chave que melhor ranqueiam em seu site, como está o linkbuilding de seu domínio e se os usuários estão chegando até seu site via pesquisa de texto ou de imagem.

Os relatórios fornecidos pelo Search Console podem ajudar, e muito, no planejamento de SEO e de conteúdo da empresa. Também auxiliam na hora de decidir pela validação ou descontinuidade de ações em andamento.

O Google Search Console é  uma ferramenta gratuita e fácil de ser instalada.
O Google Search Console é uma ferramenta gratuita e fácil de ser instalada.

Como instalar o Google Search Console?

O Google Search Console é uma ferramenta gratuita. Para utilizar, basta acessar o site e em seguida fazer o cadastro de seu domínio. Para usar a solução, é necessário ter uma conta Google.

É recomendado que antes de instalar o Search Console você instale o Google Analytics, pois isso facilitará as coisas. Após inserir o seu domínio na página inicial do Search Console, você será convidado a verificar a sua propriedade. Nesse momento, se você já tiver o Analytics instalado, a verificação será mais fácil.

Se não tiver, não se preocupe, é possível usar a opção Tag HTML. Ao clicar nessa opção, você receberá um código HTML. Você deve copiar esse código e inseri-lo no código de seu site para que a ferramenta seja integrada e possa começar a efetuar seu trabalho. Esse código html deve ser colado na head (no topo) do código estrutural de seu site. Se usar o WordPress, essa não será uma tarefa difícil e você poderá fazê-lo no editor de temas.

Em todo caso, pode ser necessário pedir ajuda de um programador nessa etapa, pois se o código não for inserido corretamente, o Google Search Console não irá funcionar. 

Para usuários do WordPress, basta acessar a opção “Marketing” no menu lateral. Em seguida, procure o menu “Tráfego”, clique nele, desça até o fim da tela e procure por “Serviços de Verificação do site”. Insira o código do Search Console no campo “Google”. Pronto! A ferramenta será instalada.

Quando você inserir o código no seu domínio, volte ao Search Console e clique em “verificar propriedade”. Se o código tiver sido colado corretamente, a ferramenta será liberada e você poderá passar a usá-la normalmente.

Viu como é fácil? O Google Search Console será uma ferramenta muito interessante na hora de traçar estratégias e analisar planos em execução no que se refere ao SEO. Os relatórios fornecidos pelo aplicativo ajudarão tanto a embasar novos planejamentos quando a endossar estratégias que já estejam em execução.

Deixe uma resposta