O que é SEO on page e quais são as 8 principais técnicas

O que é SEO on page e quais são as principais técnicas?

De maneira direta ou indireta, a sigla SEO está presente no dia a dia de praticamente todo profissional de marketing digital. Se você trabalha ou pretende trabalhar com marketing de conteúdo, o SEO será o seu melhor amigo e poderá ser determinante no sucesso ou fracasso da estratégia que você pretende implementar.

Se você ainda não está por dentro do assunto, leia nosso artigo sobre O que é SEO e qual é a sua importância. Hoje vamos falar especificamente sobre as técnicas de SEO on page. Não lembra do que se trata? Calma, vamos fazer uma breve revisão.

SEO: o que é e quais são as frentes?

SEO significa Search Engine Optimization, ou, em Português: Otimização para os Mecanismos de Busca. Trata-se de uma série de técnicas e práticas que, quando aplicadas corretamente podem fazer com que seu site e seu conteúdo sejam encontrados muito mais rápido nos mecanismos de pesquisa (Google, Bing, Yahoo) através da busca orgânica.

As técnicas são divididas em duas frentes: SEO on page e SEO off page. O SEO on page representa o conjunto de técnicas aplicadas diretamente ao conteúdo, visando torná-lo mais fácil de ser encontrado nos buscadores. Já o SEO off page representa o conjunto de técnicas executadas para aumentar a autoridade de seu site e mostrar ao Google (e a outros buscadores) que seu site é especialista em determinados assuntos e, portanto, merece melhores posições nos buscadores. 

Hoje nós vamos falar especificamente sobre as técnicas de SEO on page e como aplicá-las a seu conteúdo.

O Google é o principal buscador do mundo, responsável por mais de 90% das buscas. As técnicas de SEO visam, sobretudo, melhorar o ranqueamento do conteúdo no Google.
O Google é o principal buscador do mundo, responsável por mais de 90% das buscas. As técnicas de SEO visam, sobretudo, melhorar o ranqueamento do conteúdo no Google.

SEO on page: conteúdo otimizado alcança mais gente

Conforme dito anteriormente, o SEO on page representa um conjunto de técnicas que são aplicadas ao conteúdo tentando fazer com que ele seja posicionado entre as primeiras opções nas pesquisas orgânicas.

Sabe quando você digita um termo chave no Google e se depara com uma lista com 10 resultados na primeira página? Pois bem, o objetivo do SEO é ranquear seu site e seus conteúdos ali, nos primeiros resultados dentre milhares de opções. A grande maioria das pessoas só clica em resultados das duas primeiras páginas, por isso ali significa estar onde o tráfego orgânico está.

O Google, responsável pela maioria absoluta das buscas na internet a nível global, não criou um manual de estratégias de SEO que devem ser seguidas. E acredite, ele dificilmente fará isso. As técnicas usadas no mercado são resultado de muita pesquisa por parte de produtores de conteúdo do mundo inteiro que tentam desvendar os algoritmos do Google e viram que há certas práticas que realmente ajudam um texto a ranquear melhor. Mas quais seriam essas técnicas de SEO on page? Vejamos:

1 – Palavra-chave

A primeira coisa que você deve fazer ao pensar em conteúdo otimizado é definir as palavras-chave que servirão de base para os conteúdos que serão produzidos. Essas palavras têm relação com seu negócio e, portanto, é de vital importância que você tenha conteúdos com essas palavras ranqueando bem para atrair pessoas para seu site.

Dessa maneira, você irá fazer sua estratégia de Inbound Marketing funcionar. Para definir as palavras-chave que deverão ser atacadas, use ferramentas próprias para isso, tais como o SemRush e o Ubersuggest.

Não existe um número cravado sobre a quantidade de vezes que uma palavra-chave ou um termo-chave devem aparecer em seu texto. Isso depende, sobretudo, do tamanho do texto.  Mas se tivermos que traçar uma estimativa confiável, digamos que para um texto de 500 palavras, o mínimo que se espera é que a palavra-chave apareça pelo menos 3 vezes. Para um texto de 700 palavras, 5 vezes e para um texto de 1000 palavras, ao menos 6 vezes. Não exagere no uso das palavras-chave para não deixar o seu texto artificial.

Uma última dica: as palavras-chave devem ser espalhadas pelo texto da maneira o mais uniforme possível. 

2 – Título

A definição do título é uma etapa essencial em SEO. Recomenda-se que seu título tenha em média 80 caracteres, pois assim ele aparecerá  inteiro na busca do Google. Sabemos que nem sempre isso é possível e está tudo bem. Se o seu título precisa de mais que 80 caracteres para comunicar com eficiência do que trata seu conteúdo, então faça o que for necessário. Mas, no geral, tenha 80 caracteres como meta.

Outra questão impreterível é que sua palavra ou termo-chave devem aparecer no título. Um título sem a palavra chave compromete todo o SEO aplicado ao texto.

3 – URL

Em SEO buscamos aquilo que chamamos de “URL amigável”. Isso significa que a URL do seu texto deve conter a palavra ou termo chave e não deve ser longa demais. Na maioria dos casos, optamos por manter a URL igual ao título do artigo, mas se o título for longo demais você pode criar uma versão menor para a URL. O importante é sempre manter a palavra chave na URL.

O tamanho do texto é um fator importante para o bom ranqueamento de seu conteúdo. Artigos rasos demais tendem a ser menos vistos.
O tamanho do texto é um fator importante para o bom ranqueamento de seu conteúdo. Artigos rasos demais tendem a ser menos vistos. (Ilustração: Macrovector)

4 – Tamanho do texto e estrutura textual

Segundo as boas práticas de SEO, um texto não deve ter menos de 500 palavras. Não existe limite para o tamanho do seu artigo, mas você também não deve encher linguiça apenas para deixá-lo longo. Fale o quanto for necessário para apresentar seu ponto, sem enrolar mas também sem ser genérico demais. 

Quanto à estrutura, seu texto deve conter parágrafos curtos e sempre estar quebrado em subtítulos (H1, H2, H3, etc), mesmo que ele não seja longo. Recomenda-se que cada subtítulo tenha, no máximo, 300 palavras.

Segundo as boas práticas de escaneabilidade (leitura do usuário), a leitura flui melhor quando o texto é alinhado à esquerda. Nunca use os modos centralizado ou justificado. Embora pareça esteticamente bonito, tais tipos de alinhamento cansam a leitura mais rapidamente.

Por fim, use citações quando for possível e destaque pequenos trechos importantes do texto em negrito. Isso também contribui para uma melhor experiência de leitura do usuário. 

5 – Imagens (sim, no plural)

O seu texto deve conter imagens. No mínimo uma imagem de capa e uma ao longo do texto. Mas se o seu texto tem mais de 1000 palavras, use mais de uma imagem no corpo. As imagens devem estar em boa qualidade e respeitar o tamanho previsto no layout do seu site. Devem ser nomeadas de acordo com o título do seu artigo antes de serem incluídas no texto.

Ao fazer upload da imagem, você deve se atentar ao campo “descrição” nas configurações da imagem. Ali você deve colocar uma frase curta que resuma seu texto, sem se esquecer da palavra-chave. Ah, não se esqueça das legendas também!

6 – Meta-descrição

Meta-descrição é o textinho de 160 carateres que aparece abaixo do título do seu texto no resultado do Google. Antes de postar seu conteúdo, atente-se à esse detalhe. A meta-descrição não deve ultrapassar os 160 caracteres, mas também não deve ser muito curta. Deve conter a palavra-chave e deve sintetizar da melhor maneira possível do que se trata o seu texto. Adjetivos são bem vindos, mas com moderação.

7 – Linkagens

Sempre que possível, faça links no seu texto para outros conteúdos do seu site. Isso permitirá que o usuário circule pelo seu site e também poderá reforçar sua estratégia de Inbound Marketing, guiando o leitor pelas etapas do funil. Também recomenda-se que você use 1 ou dois links de conteúdos de outros sites. Dê preferência para conteúdos de sites oficiais ou que tenham credibilidade em relação ao conteúdo que postam. 

Quanto melhor é a qualidade do seu conteúdo, mais chances ele tem de ser um sucesso. Portanto, capriche!
Quanto melhor é a qualidade do seu conteúdo, mais chances ele tem de ser um sucesso. Portanto, capriche!

8 – Qualidade acima de tudo!

De nada adianta você aplicar todas as técnicas de SEO on page descritas acima se o seu conteúdo é ruim. Se esforce para oferecer ao usuário sempre o melhor conteúdo, com informações corretas e boa redação. Quando seu conteúdo é ruim, a taxa de rejeição a ele é alta e o tempo que o usuário passa na sua página é muito baixo. O Google, cada vez mais inteligente, percebe todos esses fatores e isso pode pesar negativamente para seu site no ranqueamento da busca orgânica. Portanto, capriche na redação!

Se você aplicar corretamente as técnicas acima a seu texto, já estará com meio caminho andado rumo ao sucesso da sua estratégia de Inbound. Mas há ainda outra frente de SEO que também merece receber atenção: o SEO off page.

Por hoje é só, espero que tenham gostado do artigo e aprendido de maneira simples como a otimização do conteúdo é importante e como não é tão difícil assim executá-la. Até a próxima!

Ilustração de capa: Pikisuperstar/FreePik

2 comentários sobre “O que é SEO on page e quais são as principais técnicas?

Deixe uma resposta